VARIAÇÕES DO ORÁCULO
ORACLE VARIATIONS
© Inês Abreu

Este evento performativo procurou mapear os espaços do Teatro Taborda. Navegando de sala em sala, o espectador foi guiado através de um percurso emergente onde encontrou vestígios do tempo que passamos neste lugar ao longo de uma residência de duas semanas, observando e absorvendo, tomando decisões e derivando, ancorando, lançando e ainda recolhendo. Cada mapear aconteceu apenas uma vez, através de acções performativas, danças e leituras de oráculo os mapas intensivos revelaram-se com o público a movimentar-se de espaço em espaço como parte intrínseca deste mapear. Apelando a uma subtil participação, oferecemos uma experiência de múltiplas leituras que activam sensações e percepções. No final, tudo é um jogo.
Sara e a Thea conheceram-se no mestrado em coreografia (Das Choreography Master – Universidade de Artes de Amesterdão). Em Fevereiro de 2016, numa residência artística na ilha da Madeira, começaram o projecto Mapas Intensivos, como uma oportunidade de olharem para os pontos em comuns das suas pesquisas e de intersectarem os seus interesses partilhando práticas artísticas desenvolvidas à volta dos temas: mapas emergentes, dramaturgias especulativas, guiar e traçar percursos. Convidaram o artista plástico Jeremy, como uma voz ou um vector que desafia e abre outras possibilidades ao trabalho.


This performative event seeks to map the spaces of the Teatro Garagem. Navigating from room to room, the audience is guided through the emergent pathways and traces of our time in the space during a two-week residency, observing and absorbing, navigating and drifting, mooring and casting out... Each mapping is unique. Through performative actions, dances, and oracle readings the intensive map unfolds with the public moving through the space as an intrinsic part of the mapmaking. Through subtle participations we offer an experience of layered interpretation that opens sensation and perceptions. It’s all a game. 
Sara and Thea are choreographers and dancers who met while studying at the Amsterdam Masters of Choreography (DAS Choreography). In Feb 2016, in residency on the island of Madeira, they began the Intensive Maps project as an opportunity to intersect their research by sharing artistic practices developed around ideas of guiding, emergent maps, speculative dramaturgy and tracing the course. They invited a visual artist, Jeremy to join the project as another voice or a vector that challenges and opens possibilities. 

Criação e Interpretação (creations and performance) de Sara Anjo, Thea Patterson e Jeremy Gordaneer
Apoio (Support) de Teatro da Garagem, Espaço 116, Canada Council or the Arts, Quebec Council For the Arts
Agradecimentos (many thanks to) a Dorita Anjo, Ze Branco, Xavier Miguel, Jose Zyberchema, Julian Hanna
Acolhimento (residency support) Teatro da Garagem

Apresentações (presentations): Try Better, Fail Better Festival, 6-7 April, Teatro da Garagem, Lisboa 2017.

© Sara Anjo 2018