SOLILÓQUIO
SOLILOQUY

Solilóquio é uma palavra usada para nomear algumas peças sonoras desenvolvidas ao longo do mestrado em coreografia, Das Choreography Master, na Das Graduate School, entre Setembro de 2014 e Novembro de 2016. Estas peças são uma espécie de audio coreografias e procuram articular um discurso em torno da pesquisa artística.

Inicialmente foram desenvolvidas através da forma discursiva, Solóquio, que significa falar connosco próprios e vem do latim solus (sozinho) e loqui (falar). É uma forma de discurso onde se articula em voz alta os pensamentos para um público invisível. Mais tarde passaram a ser trabalhadas através de colaborações  e ganharam o nome de Colilóquio, uma palavra inventada para a mesma forma discursiva mas ao invés de a solus (sozinho) em coli (colectivo).

Solilóquio I é uma rádio-conferência em torno da ideia "coreografar trajectórias de vida", um conceito do artista diletante Diego Agulló. Foi desenvolvido para a V Conferência de Educação Artística no Funchal em 2014.
Reflete, através de declarações autobiográficas, acerca do percurso e prática artística de Sara Anjo durante o período da sua formação na Ilha da Madeira.
É também uma reflexão sobre a questão de José Gil: porque é que a dança enquanto arte, particularmente enquanto arte do corpo, é capaz de captar o significado do mundo?

Soliloquy I is a radio-conference about the idea "choreographing life trajectories", a concept from the dilettant artist Diego Agulló. It was developed for the 5th Art Education Conference at Funchal in 2014.
Reflects, through autobiographical statements, about the journey and artistic practice of Sara Anjo during her training period on Madeira Island.
It is also a reflection around the question of José Gil: why is dance as an art, particularly as an art of the body, capable of capturing the meaning of the world?

Criado por (created by) Sara Anjo
Citações de (quotes): José Gil - Movimento Total; Tom Hodgkinson e Dan Kieran - Prazeres Ociosos; Alberto Caeiro - O Guardador de Rebanhos; Carlos Drummond de Andrade; Nietzsche - Assim Falou Zaratustra, John Cage - Autobiografia; Anna Halprin - Breath Made Visible; Bíblia - Eclesiastes 3
Músicas por ordem de apresentação
(music by order of appearance): Barbatuques - Onça; Alva Noto & Ryuichi Sakamoto - Vrioon; Stephan Micus - Pedras Ressonantes;

Foto de  (photo by) Tiago Freitas

Soliloquy is a word used to name a few soundscapes developed during my participation in Das Choreography Master in Amsterdam at Das Graduate School, between September 2014 and November 2016. These pieces, which are a sort of audio choreographies are also an attempted to articulate a discourse around the artistic research.

Initially the soundscapes were developed through a discursive form, Soliloquy, which means to speak with ourselves, from the Latin solus (alone) and loqui (to speak). It is a form of discourse where thoughts are articulated out loud to an invisible audience. Later it started to be worked through collaborations and became called Coliloquy, a word invented for the same discursive form but instead of being in solus (alone) in coli (collective).

Solilóquio II é uma reflexão com base em "delcarações auto-corporeó-gráficas", um conceito da coreógrafa Susan Rethorst. É desenvolvido como um solilóquio acerca do corpo e da percepção do tempo. É também uma reflexão sobre a questão de José Gil: "porque é que a dança como arte, particularmente enquanto arte do corpo, é capaz de captar o significado do mundo?"

Soliloquy II is a reflection based on "autobodygraphical delcarations", a concept from the choreographer Susan Rethorst. Is it developed as a soliloquy about the body and perception of time. It is also a reflection about José Gil question: "why dance as an art, particularly as a body art, is capable of capturing the meaning of the world?"

Criado por (created by) Sara Anjo
Citações (quotes): José Gil - Movimento Total; Tom Hodgkinson and Dan Kieran - Idle Pleasures; Alberto Caeiro - O Guardador de Rebanhos; Bible - Ecclesiastes 3
Músicas (musics): Max - Ai bate o pé; Stephan Micus - Resonating Stones
Foto de
(photo by) Tiago Freitas

"Dance Match" é uma "navegação do pensamento em movimento", um com conceito  de Erin Manning, onde os mundos dos desportes, jogos, danças e performances são atravessados. 
"Dance Match" é uma tentativa de reunir mundos que aparentemente se contradizem.

"Dance Match" is a "navigation of thought in motion", a concept from Erin Manning), where the world of sports, matches, dance and performances are crossed.
"Dance Match" there is an attempt of putting together worlds that apparently contradict each other.

 

Criação (created by) Ana Luísa Vieira, Madalena Palmeirim and Sara Anjo
Edição
(edited by) Madalena Palmeirim
Texto
(text) Madalena Palmeirim
Música
(music) Prokofiev - March

Fotografia (photo by) Ana Luísa Valdeira

"Medindo o Mundo" é um colilóquio sobre infinitude. É também um diálogo com Alex Gomez Marin, físico que trabalha na área da neurociência comportamental. Conta com a participação de Flora Detraz, bailarina e coréografa.

 

"Measuring the World" is a Coliloquy about infinity. It's also a dialogue with Alex Gomez Marin, a physicist working in the field of behavioural neuroscience. And has the participation of Flora Detraz, dancer and choreographer.

 

Criação (created by) Sara Anjo
em colaboração
(in collaboration with) Alex Gomez-Marin, Flora Detraz
Citações
(quotes): Clarice Lispector - O Livro da Aprendizagem ou dos Pequenos Prazeres; Karen Barad - What is the measure of nothingness; Terence Mckenna - Fractals

Fotografia (photo by) Ana Luísa Valdeira

© Sara Anjo 2020